«Viagens de Vida» com o jesuíta que já foi comissário de bordo - 14.06.2019 | Diocese Bragança-Miranda

O poder da dança na busca de sentido e reconciliação, e a importância de escutar, ver, tocar, cheirar e saborear o que nos rodeia estarão em destaque, na próxima sexta-feira, dia 14 de junho, na conversa “Viagens de Vida” com o jesuíta Paulo Duarte, em Mirandela.

Natural de Portimão, o sacerdote viveu uma infância repleta de sonhos e pesadelos. Devido à sua timidez sofreu de bullying e no período da adolescência viu desaparecer uma grande amiga, vítima de acidente com um carrinho de choque. Quis ser veterinário.

Um dia aventurou-se numa peregrinação do CUPAV – Centro Universitário Pe. António Vieira, ao Santuário de Fátima, e perante algumas dúvidas e pensamentos soltos decidiu trocar a companhia área, onde era comissário de bordo, pela Companhia de Jesus. Fez os votos de pobreza, castidade e obediência e foi ordenado sacerdote em 2014.

Licenciado em Ergonomia, em Filosofia pela Universidade Católica de Braga e em Teologia pela Facultad de Teología – UPComillas/Madrid, é mestre em Teologia Fundamental (Centre Sèvres/Paris) com a tese "Tomorrow shall be my dancing day - pistas para um estudo teológico da dança e do corpo".

Presença forte nas redes sociais é também autor de “Deus como Tu”, uma coletânea de crónicas que convida a voltar/reconciliar-se com a fé que se quer humana.

«Desafiámos o padre Paulo Duarte a transmitir aos mais jovens a sua experiência vocacional. É um homem simples, jesuíta, com presença no mundo digital e que virá a Mirandela não só para partilhar mas também para escutar», salienta Carla Neves, da Unidade Pastoral Senhora do Amparo.

«Viagens de Vida» destina-se aos adolescentes, jovens, acólitos, pré-seminaristas, seminaristas, grupos e animadores juvenis dos 4 arciprestados da Diocese de Bragança-Miranda. Terá lugar no auditório Piaget, às 21h00, e contará também com a participação de D. José Cordeiro.

A iniciativa é gratuita e tem o apoio do município de Mirandela.