Dois novos movimentos na Diocese

Aproveitando a abertura do novo Ano Pastoral, em Mirandela, houve dois movimentos que se apresentaram à diocese de Bragança-Miranda.

Dois casais bracarenses apresentaram o Focolares, também conhecido como obra de Maria, enquanto que José Carlos Carvalho falou do Fé e Luz. O movimento Focolares nasceu, oficialmente, em 1943, em Itália. Está presente em Portugal desde 1966. “Fazem parte do movimento desde crianças a pessoas adultas. Abarca todas as faixas etárias, não só leigos como religiosas e sacerdotes. Tem uma presença muito grande em termos de famílias e de jovens”, explicaram Jorge Peixoto, Emília Peixoto, Amândio Cruz e Rosa Maria Cruz, esperando que tenha uma “presença assídua” na diocese. Já o Fé e Luz é um movimento internacional e ecuménico, fundado em 1971, em França. Congrega pessoas com deficiência mental, as suas famílias e amigos, em especial jovens. Constituiu-se em torno da constatação do isolamento social e eclesial das famílias com filhos com deficiência mental. “São pessoas especiais, que também têm lugar na Igreja e na comunidade”, frisou José Carlos Carvalho.