Peregrinação Nacional das Crianças | Diocese Bragança-Miranda

Fátima, 10 de junho de 2016

Deus é alegria

«Deus está contente!»

1. O Pai misericordioso está contente

Na história que escutámos no Evangelho, Jesus fala-nos do Pai que responde sempre com amor e está contente quando os seus filhos respiram amor, beleza, alegria e perdão. Deus é o Pai misericordioso que nunca se esquece dos seus filhos, nem mesmo quando estes o abandonam e espera com lágrimas de alegria o seu regresso. Por isso, cada um de nós tem um lugar muito especial no coração de Deus. Ele faz uma festa quando um filho se arrepende e volta para a casa do amor na família, o lugar dos afetos e o santuário da vida.

O filho mais novo era muito arrogante e abandonou o pai e a casa, pediu a herança e foi para longe; porém deu-se conta do mal quando se sentiu só e até com fome e então voltou ao pai e à casa. Mas só quando o pai o abraçou é que experimentou a paz. E a festa começou, a melhor festa que o pai podia fazer. Qual é o desafio para nós, queridas crianças? É sermos bons como o Pai!

2. Anjo da guarda

Hoje fazemos memória do Anjo da guarda de Portugal. É uma festa antiga, mas ganhou maior importância a partir das aparições aqui em Fátima. Todos sabem a oração do Anjo da guarda? A primeira oração que a maior parte das crianças aprende a rezar é esta: «Anjo da Guarda, minha companhia, guardai a minha alma de noite e de dia». Depois aprendemos a Avé-Maria, o Pai-Nosso e seguimos Jesus, o amigo mais fiel e corajoso que temos. Os três pastorinhos também aprenderam aqui algumas orações e adoravam a Deus como nesta bela saudação: «Meu Deus eu creio, adoro, espero e amo-Vos, peço-Vos perdão pelos que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam».

As crianças são inseparáveis da Mensagem de Fátima. Há 100 anos, quando o Francisco, a Jacinta e a Lúcia viram Deus no Anjo e no ano a seguir, quando dialogaram com a Virgem Maria, Mãe de Jesus, o Céu deixou uma mensagem de Paz à terra inteira.

Deus está muito feliz com as crianças, como disse a Senhora do Rosário aos três pastorinhos: «Deus está contente com os vossos sacrifícios». Sim Deus Pai, Filho e Espírito Santo, está contente com a oração, com o sacrifício, com as boas ações, com o perdão e com a adoração. Estas são ações bonitas; são as flores do coração que ofereceis a Deus, tão nosso amigo, como fizestes na campanha do mês de maio e hoje festejamos na Eucaristia.

3. Deus é a fonte da alegria

Queridas crianças! Às vezes, quando quereis alguma coisa do pai, pedis à mãe para que peça ao pai o que quereis. Também assim faziam os pastorinhos de Fátima ao rezarem à Mãe de Jesus e da Igreja para interceder junto de Deus Pai. Por isso, pedi aos avós, aos pais, aos irmãos, aos catequistas, aos Padres, aos professores, aos amigos que vos mostrem sempre a alegria de Deus. Pedis?

Pais e avós não vos esqueçais de dar a bênção aos vossos filhos e netos todos os dias. Ajudai-os a cultivar a memória de Deus no seu coração.

Deus viu-nos nascer, crescer, brincar, rir e até chorar. O melhor modo de manter a nossa amizade com Jesus é rezar. A oração é uma maneira de falar com Jesus e com o Pai. O Francisco, a Jacinta e a Lúcia, vendo as guerras e os sofrimentos do mundo, escutando a voz do Anjo, dialogando com Maria, ensinam-nos uma forma muito simples de ajudar Deus a ficar mais contente ainda connosco – a oração, os sacríficos, o perdão, a adoração e as boas ações.

E nós? Jesus quer contar connosco para que esta festa com Deus seja muito, muito alegre e feliz. Deus está contente e faz festa quando nós estamos pertinho Dele e trazemos para a Sua festa todos os que estão fora, quando fazemos ações que dão muita alegria a Deus e que tornam a vossa família, a escola, os amigos e o mundo mais belos. Vamos entrar na alegria e na festa de Deus.

Querem pensar num colega ou amiguinho que esteja afastado de Deus e precise da nossa oração para vir para esta festa com Deus? Façam isto todos os dias, como os pastorinhos. Tragam para a festa de Jesus todos os que ainda não conhecem este Deus alegre, rico de misericórdia, e que está tão contente connosco.

Queridas crianças, olhamos para vós com muita esperança! Vós sois frutos da alegria de Deus, testemunhos do Seu amor, sementes de futuro. A Igreja conta muito com cada um de vós, com a vida que Deus em vós acendeu. Contamos com a vossa vontade de crescer, com a amizade que quereis cultivar com Jesus, com a vossa capacidade de amar. Juntos podemos fazer crescer mais em santidade e bondade a nossa Igreja na aventura fascinante da fé.

 

+ José Manuel Cordeiro, Bispo de Bragança-Miranda

Fotografia: Santuário de Fátima