Falecimento do Padre António Augusto Moreno | Diocese Bragança-Miranda

Partiu para a casa do Pai, aos 102 anos de idade, o Padre António Augusto Moreno, decano do presbitério da Diocese de Bragança-Miranda.

Natural da freguesia de Ventozelo, no concelho de Mogadouro, fez os estudos teológicos nos Seminários de Vinhais e de Bragança.

Ordenado presbítero em 29 de junho de 1944, por D. Abílio Vaz das Neves, foi Pároco de Avelanoso, Vale de Frades e Angueira, no concelho de Vimioso.

Paroquiou em S. Martinho, Cicouro e Especiosa, no concelho de Miranda do Douro. Em Mogadouro foi pároco em Vila de Ala com as anexas Santiago e Paçó, em Variz com a anexa de Vilariça.

Em 2017, por ocasião do seu centenário natalício, D. José Cordeiro, D. Montes Moreira e cerca de duas dezenas de sacerdotes associaram-se numa homenagem que teve lugar na Catedral, em Bragança. «A sua lucidez é um testemunho luzeiro», salientava D. José Cordeiro.

Jubilado, residia na Fundação Betânia, em Bragança, e foi graças a ele que se começou o Instituto Diocesano do Clero (IDC). «Ele é que foi a fonte inspiradora para este modelo que queremos do IDC e da casa sacerdotal”, revelava o Prelado, na altura, em declarações ao jornal diocesano.

Faleceu hoje de causas naturais.

A celebração das exéquias está prevista para esta quinta-feira, dia 16 de abril, pelas 16h00, na Capela da Senhora da Saúde (Fundação Betânia), em Bragança. Ficará sepultado no Cemitério velho da cidade de Bragança num jazigo da Diocese.  

Preside D. José Cordeiro e concelebra um pequeno grupo de sacerdotes: os membros da direção do IDC e o Reitor do Seminário Diocesano de S. José.

Na Comunhão crente e orante unimo-nos à família do Padre António Augusto Moreno, à Fundação Betânia, ao Instituto Diocesano do Clero e a toda a Diocese de Bragança-Miranda.