José Vaz Carreto escreve novo livro sobre o Caminho de Santiago | Diocese Bragança-Miranda

«Bom Caminho para Santiago / Caminho português da via da prata» é o título do novo livro de José Vaz Carreto e acaba de ser lançado pela editora Vieira da Silva.

O caminho português da via da prata é o maior caminho peninsular a partir de Sevilha, e visa encurtar a distância para Santiago de Compostela evitando, assim, as agruras dos Caminhos Sanabrês e Francês. Em Portugal, este caminho percorre o nordeste transmontano: tem início na fronteira de Quintanilha (Bragança), atravessa o concelho de Vinhais e tem o seu términus em Segirei (Chaves).

O autor percorreu a pé este caminho e através do livro dá conta da beleza natural e da espiritualidade vividas. «No seu andamento dá-se conta: do ambiente bucólico e da natureza que o envolve, como manifestação da sua beleza paisagística quase intocada, integrado no Parque Natural de Montesinho; da quase milenar arquitectura castreja, religiosa e laica; das suas lendas, memórias e tradições envoltas nas névoas do tempo longínquo, e toda a cultura, no seu mais amplo sentido, desde a gastronomia à antropologia, ao modo de ser transmontano e aos seus segredos», descreve.

Natural do Sabugal, José Vaz Carreto está enraizado em Vinhais. Juiz de Direito desde 1987, percorreu durante 20 anos as comarcas de Trás-os-Montes e Alto Douro. É Juiz Desembargador desde 2007, e exerce funções no Tribunal da Relação do Porto. Membro do Secretariado da Pastoral da Cultura e do Turismo da Diocese de Bragança-Miranda é também dirigente do Corpo Nacional de Escutas.

O livro teve o acolhimento por parte da Câmara Municipal de Vinhais e das freguesias de Vinhais, Candedo e Vila Verde, e foi apresentado no domingo passado, dia 15 de maio, no Centro Cultural Solar dos Condes, em Vinhais.

José Carreto é também autor de “SANTIAGO / A Caminho de Compostela” (editora Farol) e de “A suspensão parcial da pena de prisão e a reparação do dano” (Edições Almedina).

Os seus livros estão disponíveis em todas as livrarias nacionais, bem como nas Feiras do Livro em Vinhais (18 a 22 de maio) e em Lisboa (25 de agosto a 11 de setembro).

Prevê-se uma apresentação na cidade de Bragança, em data e local a anunciar.