Jornada Nacional do Diaconado Permanente | Diocese Bragança-Miranda

A Diocese de Bragança-Miranda esteve presente na Jornada Nacional do Diaconado Permanente, que decorreu em Fátima (Centro Apostólico Paulo VI), no passado dia 25 de Abril de 2023, sob o lema “A Família no Ministério do Diácono Permanente”. Contando com a presença de cerca de uma centena de Diáconos Permanentes das várias dioceses de Portugal, na grande maioria acompanhados das suas esposas, estas jornadas permitiram o reencontro e a partilha, de “irmãos” de todo o país.

O grupo de diáconos da nossa Diocese, acompanhados das respectivas esposas, teve uma participação ativa ao longo do programa das jornadas, concretamente, na Hora de Laudes e na Celebração Eucarística presidida pelo Bispo da Diocese de Vila Real – D. António Azevedo, presidente da CEVM da conferência Episcopal Portuguesa e da parte da tarde por D. Nuno Almeida, vogal da mesma Comissão com contribuição de diáconos da Diocese de Bragança-Miranda, no plenário final.

 D. António Azevedo, na homília proferida, teve palavras de incentivo e de reconhecimento pelo trabalho realizado pelos Diáconos Permanentes nas várias Dioceses do país. Deixou, também, um forte estímulo, para que juntamente com as esposas e restante família, se sintam empolgados pela ressurreição pascal de Jesus a continuar no caminho alegre da evangelização do Povo de Deus e no serviço aos irmãos, sobretudo aos mais frágeis e que vivem nas periferias da Igreja.

A jornada, orientada e coordenada pelo Cónego Pe. António Jorge Almeida, foi intensa e esclarecedora tendo, na conferência do Diácono italiano Enzo Petrolino, o seu destaque principal. O conferencista é presidente da Comunidade do Diaconato na Itália, é casado, tem 75 anos e diversas obras publicadas na área do diaconado e liturgia das quais se destacam: “Diaconado, servicio e misión” e “El diaconado en el pensamiento del Papa Francisco – Una Iglesia pobre para los pobres”. A sua brilhante intervenção andou à volta da temática da jornada, Matrimónio, Família e Diaconado.

A jornada contou ainda, com o testemunho de dois diáconos e respectivas famílias e de um terceiro diácono viúvo, intervenções extremamente enriquecedoras permitindo estabelecer-se um momento de partilha entre os diversos diáconos presentes. O programa contou ainda com a presença do padre João Paulo Vaz, da Diocese de Coimbra, responsável pelos momentos musicais que serviram de animação e estabeleceram o elo de ligação entre os participantes e os diversos momentos da jornada.

Texto: Diác. Joaquim Queirós

Fotografia: Diác. Fernando Cordeiro